700.000 anos de Umbanda
3a. aula
As Hierarquias Criadoras
3 - Orixás
Versão para impressão
Clique aqui
Os Orixás são os grandes arquitetos siderais ou construtores de sistemas solares, e nós, seres humanos, devemos a eles nossa evolução intelectual e física.
São também chamados de Hierarquias Criadoras e se  ocupam da construção do Universo. Completaram sua própria evolução em idades e universos pretéritos. Poderíamos dizer que, em épocas imemoriais, foram indivíduos como nós (guardadas as devidas situações de cada época, impensáveis para o homem atual).
É preciso saber que Orixás não são espíritos e portanto não podem incorporar os médiuns, como alguns cultos africanistas pensam.
Oxalá
Ogum
Oxossi
Xangô
Yemanjá
Yori
Yorimá
A Imanência de Deus
O Fogo da Salvação
O Caçador de Almas
O Comandante das Almas
A Mãe do Mundo
A Relação com a Lei Divina
A Lei Divina em Ação
Chacra Coronário

Branco
Chacra Umbilical (Solar)

Vermelho
Chacra Esplênico

Azul
Chacra Cardíaco

Verde
Chacra Frontal

Amarelo
Chacra Laríngeo

Laranja
Chacra Sagrado

Anil
Junho
(dia de Corpus Christi)
23 de Abril
20 de Janeiro
30 de Setembro
15 de Agosto
27 de Setembro
13 de Maio
Orixás são divindades, também conhecidos como os Mensageiros do Senhor ou Luz do Senhor ou ainda As Sete Emanações do Senhor. A origem do nome Orixá vem da palavra Purushá, do idioma sânscrito, o idioma sagrado que deu origem a todas as línguas, em sua raiz.
Os nomes sagrados de cada Orixá foram totalmente perdidos e os nomes que hoje conhecemos são corruptelas dos nomes originais (com a exceção de Yori e Yorimá) e cada um têm um significado específico.
Os Sete Orixás
O Triangulo Fluídico representa os três aspectos em que a Lei da Umbanda trabalha no mundo astral ou da forma (o mundo da forma é a maneira pelo qual as entidades se manifestam aqui no planeta).
Representa a síntese do movimento da Umbanda e foi traçado pela primeira vez no astral da Atlântida, na antiga Aumbandhã, sendo posteriormente traçado nos céus aqui na América, quando a espiritualidade superior decidiu reimplantar a Umbanda do planeta, no projeto chamado Terras do Sul.
Representa a Vontade, a Sabedoria e a Atividade dos Orixás. Sua conseqüência é o equilíbrio da manifestação.
O Triangulo Fluídico
Sua representação
Seu efeito no mundo fenomenal
Manifestação no Triangulo da Forma

Caboclos: Manifestam-se entidades das vibrações de Oxalá, Yemanjá e Oxossi.

Obs. Entidades das vibrações de Ogum e Xangô não se denominam como Caboclos e sim como Oguns e Xangôs, assim como as da vibração de Obaluayê* (o orixá oculto), que se denominam Obaluayês.


Crianças: Manifestam-se entidades da vibração de Yori.

Pretos velhos: Manifestam-se entidades da vibração de Yorimá.

* Obaluayê é o chamado orixá oculto da Umbanda e está voltando na 3ª ordem, voluntariamente, e começando a atuar com sua contra parte feminina, Yemanjá.

Observações:

- É preciso que se entenda que a forma pela qual as entidades se manifestam (Caboclos, Pretos Velhos e Crianças), não representam sua identidade real ou original. Isto quer dizer, por exemplo, que entidades que se manifestam como CRIANÇAS, na verdade são Nyrmanacayas e não crianças no sentido cronológico de idade. São entidades de alta evolução, como já citamos anteriormente, que são chamados de Crianças no sentido daquele que renasceu para o mundo espiritual.

- Os que se apresentam como PRETOS VELHOS, por exemplo, são geralmente os Grandes Magos do Oriente.

- No Triângulo da Forma temos então:
    - Caboclos representam a Simplicidade.
    - Pretos Velhos representam a Humildade.
    - Crianças representam a Pureza

- Na antiga Aumpram, as entidades que se manifestavam eram os Nyrmanacayas e os Encantados (espíritos que nunca reencarnaram no planeta) e se apresentavam no Triângulo da Forma nas vibrações de Anciãos, Instrutores e Puros, o que nos dias de hoje corresponde aos Pretos Velhos, Caboclos e Crianças.

- As formas de Pretos Velhos e Caboclos foram escolhidas quando se estabeleceu o reinicio da Umbanda para aproveitar a tradição xamânica do povo brasileiro, acostumado aos escravos africanos e índios brasileiros. 
Clique aqui para tabela completa sobre os Orixás
Observação: em breve estaremos disponibilizando no link abaixo uma palestra apresentada no Seminário Ramatis
Sudeste sobre o assunto intitulada "A magia dos orixás". Por favor aguarde.