Rituais
Estaremos publicando as perguntas freqüentes e suas respostas, sempre preservando as identidades dos participantes. Poderemos organizar melhor as questões originais  com a finalidade de torná-las mais simples e objetivas. 
1. É obrigatório na Umbanda raspar a cabeça? Para se trabalhar com os orixá é obrigatório sacrificar animais?

Raspar a cabeça e sacrificar animais são rituais de cultos africanistas e que nada tem a ver com a Umbanda. Umbanda é amor e não aceita ou concorda, assim como não é conivente com nenhum tipo de sacrifício.

Pela antiga tradição de transmissão oral dos ensinamentos da Umbanda através das décadas do século XX, muitos conteúdos de outras religiões ou credos acabaram por permear o entendimento das mensagens trazidas através das sublimes entidades pioneiras deste movimento, e seus continuadores.

Nosso Pai Maior louva a harmonia entre os seres e a natureza; os animais são parte desse grande plano cósmico onde o homem está enfeixado para sua evolução.

Mesmo porque, se formos nos aprofundar em conhecimentos teosóficos, temos que considerar que dentro dos esquemas de evolução dos mundos (estamos no 6° Esquema, que é o da Terra, na 4a. Cadeia  e na 4a. Ronda - falaremos mais sobre esse assunto em nosso curso on line) muitos dos animais de hoje poderão fazer parte do reino hominal na próxima Cadeia. Quando se troca de Cadeia sobe-se um nível de evolução (e a individualização de cada ser se fecha na 4a. Ronda).


2. Por qual razão durante a quaresma não podemos incorporar Pretos velhos e Crianças?

Não existe nenhuma razão especifica para se particularizar Pretos Velhos e Crianças. Nenhuma incorporação deveria acontecer. A explicação para as casas não trabalharem desde o natal ate o fim do carnaval é pelo fato do ambiente, aqui no plano material, estar muito pesado, em função dos desregramentos da época de festas, das dores das pessoas numa época onde as famílias deveriam estar reunidas e pelos desejos de bens materiais impossíveis de serem satisfeitos, por exemplo.

Com a vibração do ar pesada, o ambiente se torna propicio para a ação da magia negra, havendo grande movimentação no astral. As casas param ou deveriam parar para proteção dos médiuns. As equipes espirituais continuam seus trabalhos nessa época, ate mesmo para combater os magos negros. O médium tem como obrigação manter-se equilibrado e em vibração positiva, ate mesmo para ajudar a equilibrar as egrégoras formadas por tantos desatinos dos homens.